Caso clínico: Medo de dormir sozinha.

tumblr_laf9az4uck1qcdsmjo1_500_largeMulher de 31 anos, solteira.

A paciente veio ao meu consultório porque não conseguia dormir sozinha (dormia com a mãe no mesmo quarto), pois desde criança sempre que dormia sozinha, tinha pesadelos constantes e sentia que era atacada por um ser espiritual das trevas. Com isso, acordava gritando e chorando.
Queria entender também por que os seus relacionamentos amorosos não davam certo.
Recentemente, seu noivo a abandonara para ficar com outra mulher. Com isso, vinham pensamentos suicidas e ainda o desejo de se vingar dele.

Ao regredir, me relatou:
“Tenho a impressão que tem uma presença espiritual boa aqui no consultório (nessa terapia, em muitos casos, o paciente não vê os seres espirituais, mas intui, sente suas presenças). Sinto que esse ser espiritual é um homem. (pausa).
Ele diz que é o meu mentor espiritual (paciente também intui a comunicação com o ser espiritual, que ocorre de forma intuitiva, em pensamento). Ele fala que quer ajudar a me libertar de meu medo”.

– Medo do quê? – Peço que a paciente pergunte ao seu mentor espiritual.
“Diz que tenho medo de ver espíritos, e que isso vem de uma outra vida. (pausa).
Ele fala que matei uma pessoa nessa vida passada e a enterrei no quintal de uma casa… Vejo agora um lugar escuro (trevas)… Vejo um homem com capa preta e ele me diz que vai me perseguir. (pausa).
Acho que o matei… Ele diz que quer se vingar de mim. Diz ainda que o matei porque o amava… Na verdade, eu o matei porque ele me traiu. Fala que não vai me deixar em paz. Vejo agora uma cena… o enterrei no quintal da casa onde eu morava nessa vida passada. Está chovendo e choro muito. Estou sozinha, eu o enterro com muito ódio porque ele me traiu. (pausa).
É o mesmo ódio que sinto na vida atual quando o meu noivo me trocou por uma outra mulher. (pausa).
É esse ser espiritual que me faz sentir medo de ver espíritos quando durmo sozinha… os pesadelos se originam pela presença dele, me atacando enquanto durmo.
Ele está me dizendo novamente que não vai me deixar em paz. Eu agora me vejo enterrando o seu corpo… na verdade, eu o apunhalei, mas ele não morreu e acabei enterrando-o vivo (paciente fala chorando). Eu me vejo brigando com ele, pego uma faca na cozinha e a enfio nas costas dele.
Após tê-lo enterrado, dias depois, ele começou a me assombrar, ficava me assustando nessa vida passada quando dormia. Tinha pesadelos constantes, não conseguia dormir direito, ele me assustava, escutava sempre alguém subindo a escada dessa casa.
Ele diz que tem muito ódio de mim”.

– Pergunte-lhe se ele sabe em que ano ocorreu essa vida passada? – Peço à paciente.
“Diz que foi em 1898. Fala que desde essa época vem me acompanhando em espírito. Ele me fala xingando… Agora estou vendo um olho, me dá medo (nessa terapia, os seres espirituais costumam se apresentar ao paciente mostrando o seu rosto ou parte dele, um par de olhos ou um olho)”.

– Você quer dizer algo para esse ser espiritual? – Peço à paciente.
“Quero que ele me perdoe por ter tirado sua vida, que vá para a luz (paciente fala chorando)”.

Aproveitando esse momento, pedi à paciente para que juntos, fizéssemos a oração do perdão, irradiando luz para esse ser obsessor. Após a oração, a paciente me disse: “Agora o estou vendo sendo resgatado por dois seres de luz… Eles o estão levando embora em direção a uma luz maior.
Estou me sentindo bastante aliviada… O meu mentor espiritual está me dizendo que agora podemos encerrar o nosso trabalho”.

Na sessão seguinte (3ª e última), a paciente me relatou:
“Sinto novamente a presença de meu mentor espiritual… Agora consigo vê-lo: ele é calvo, narigudo, usa uma túnica branca. Ele está me dizendo que a vida atual é a nossa última oportunidade para ficarmos juntos, que vem me acompanhando há três existências, mas que agora vai me acompanhar somente na vida presente.
Revela que na próxima encarnação, virá no lugar dele uma mentora espiritual, que será ela a cuidar de mim. Está me dizendo que a partir de agora aquele ser vai me deixar ser feliz com outro homem, pois era ele que estava boicotando, sabotando os meus relacionamentos afetivos… mas finalmente entendeu que tenho que ser feliz.

O meu mentor espiritual está me abraçando, fala que eu soube tudo que tinha de conhecer nessa terapia. Ele está agradecendo ao senhor pelo trabalho desenvolvido aqui no consultório, e diz que a minha vida daqui para frente irá melhorar… Está se despedindo, indo embora”.

Foto: reprodução

Anúncios

3 comentários em “Caso clínico: Medo de dormir sozinha.

    1. Olá Rosilane, Boa tarde!

      Normalmente, o medo de dormir com a luz apagada, sozinha, tem como causa uma presença espiritual(obsessor espiritual). Sendo assim, sua alma, seu espírito sente essa presença, ser surpreendida por esse ser espiritual das trevas.
      Caso queira passar por essa terapia, entre em contato para maiores informações. OK?

      Um abraço, e fique com Deus!
      Osvaldo Shimoda

      Curtir

Os comentários estão fechados.