Artigo: O que é possível mudar em sua vida e o que não é possível?

Resignação ou passividade

ReproduçãoQuando era psicanalista, não aceitava a palavra resignação e nem tampouco entendia seu verdadeiro significado. Achava que resignação e passividade eram sinônimos; não fazia, portanto, distinção entre essas duas palavras.
Era bastante ignorante, obtuso, acerca dos assuntos ligados à espiritualidade, pois me faltava esclarecimento e mesmo vivência, experiência da realidade extra-física.

Fui treinado, preparado para lidar com o emocional do ser humano, mas não o seu lado espiritual. Só vim a entender a diferença entre os dois termos quando nas sessões de regressão comecei – através dos pacientes – a conversar com os seus mentores espirituais (ser desencarnado diretamente responsável pela nossa evolução espiritual) e, com isso, receber suas sábias orientações do que era possível mudar na vida dos pacientes e do que não era possível.

A literatura de auto-ajuda defende a idéia de que você é a causa de tudo, é o senhor de seu próprio destino; sendo assim, 100% responsável em mudar o seu destino. Porém, de acordo com o sábio jargão médico “Cada caso é um caso”, e após conduzir mais de 8000 sessões de regressão, concordo em parte com essa tese, porque o nosso livre-arbítrio, a liberdade de escolhas, vai depender das ações que praticamos no passado e, em especial, em vidas passadas.

Portanto, se praticarmos ações negativas, prejudicarmos as pessoas, vamos criar carmas (débitos). Neste aspecto, quanto mais carmas adquirimos, menor será a nossa autonomia, a liberdade de escolher qual vida queremos ter. Em contrapartida, ações boas, benevolentes ao próximo, maior será a nossa autonomia.

Por isso, é comum na TER (Terapia Regressiva Evolutiva) – A Terapia do Mentor Espiritual – Abordagem espiritual breve, canalizada por mim pelos Espíritos Superiores do Astral, o mentor espiritual do paciente lhe revelar que o seu período de provação (teste) está chegando ao fim; por isso, pede um pouco mais de paciência, pois seu caminho irá se abrir.

Muitas pessoas desconhecem (ou não acreditam) que a Terra é um planeta de testes e expiações, que estamos aqui para lapidarmos as nossas almas, por conta de erros cometidos em existências passadas, pois somos todos espíritos em evolução. Desta forma, estamos sempre sendo testados pela espiritualidade (espíritos superiores do Plano Maior) para que possamos fazer as nossas aprendizagens.

Certa ocasião, uma paciente veio ao meu consultório se queixando por que não prosperava, pois, como caixa de banco, não conseguia honrar seus compromissos, estava sempre endividada (tinha que sustentar seus dois filhos menores, e era viúva). Para agravar sua situação, detestava sua profissão, ficava particularmente aborrecida quando uma pessoa – não esclarecida – confundia as profissões de banqueiro com bancário. Explicava rispidamente que banqueiro era o patrão, o dono do dinheiro, e ela era bancária, a empregada, que ganhava um salário diminuto, e que mexia com o dinheiro dos acionistas do banco.

Ao passar pela regressão de memória, seu mentor espiritual lhe mostrou uma cena de uma vida passada em que ela era um empregado de confiança de um homem rico, e o roubou levando toda sua fortuna. Por isso, ele lhe esclareceu que na vida atual ela veio como caixa de banco, novamente para lidar com o dinheiro alheio. Era, portanto, um teste para saber como, dessa vez, iria reagir. Finalizou lhe dizendo que o seu caminho só iria se abrir após o período de provação.

Foto: Reprodução

Anúncios