ARTIGO: Os problemas vêm para nos ensinar

filme_nosso_larComo você lida, reage a um problema? Encara-o de frente, procurando solucioná-lo, nega ou fica protelando, adiando sua resolução?

O ser humano diante de um problema tende a maximizar, minimizar ou negá-lo, ao invés de encará-lo de frente e resolvê-lo de forma realista e objetiva.

Muitos ainda entram no vitimismo, sentindo-se incapazes, desvalidos, cultivam a autopiedade porque não percebem que por trás de um problema está sempre embutido um aprendizado, uma lição de vida. Não é por acaso que a palavra ‘Crise’ dentro do ideograma chinês é Wei Ji, que tem dois significados: o primeiro é perigo e o segundo é oportunidade.

Se você está passando por um problema, uma crise, e o vê como algo perigoso, nefasto, que veio para prejudicá-lo, não irá aprender nada enquanto ser espiritual em evolução.

Por isso, na TRE (Terapia Regressiva Evolutiva) – A Terapia do Mentor Espiritual – método terapêutico de autoconhecimento e cura criada por mim em 2006, o mentor espiritual (ser desencarnado de elevada evolução espiritual, responsável diretamente pelo nosso crescimento espiritual) do paciente irá lhe revelar o que é necessário saber em relação aos seus problemas, resolução, bem como seu propósito de vida e as aprendizagens indispensáveis ao seu crescimento espiritual.

O paciente também aprofunda seu conhecimento a respeito da espiritualidade, fortalece sua fé na existência do plano invisível, toma consciência que nunca está sozinho, que o seu mentor (a) espiritual está sempre por perto, amparando-o, principalmente nos momentos mais dolorosos.

Ainda nessa terapia, o mentor espiritual irá desenvolver, expandir sua sensibilidade extra-física, levando-o também a se comunicar com seus parentes desencarnados(pai, mãe, avós, tios, irmãos, primos) se assim julgar necessário, benéfico ao paciente.

Nesse casos – quando há essa permissão – os parentes desencarnados vêm a essa terapia para orientá-lo acerca de seus problemas, lições de vida a serem aprendidas, dar uma mensagem de apoio, ou apenas marcar presença para que o mesmo saiba que não está sozinho, que conta com a ajuda e apoio de seus entes queridos desencarnados.

Eu me recordo de uma paciente que era solteira, sofria de depressão e solidão por ter perdido sua família toda (pais e dois irmãos) num acidente de carro. Numa das sessões de regressão, quando a orientei para que visualizasse um portão (recurso técnico que sempre me utilizo nessa terapia, que funciona como um portal que separa o passado do presente, o mundo físico do mundo espiritual) seus parentes falecidos (pais e irmãos) estavam todos esperando-a nesse portal para abraçá-la e matar sua saudade. Seu mentor espiritual também estava presente, e lhe esclareceu que apesar da perda de seus entes queridos estar sendo muito dolorosa para ela, por outro lado, era uma oportunidade de crescimento, lição benéfica à sua evolução espiritual.

Ressaltou que é nas dificuldades que o ser humano se sobressai, empenha-se para se melhorar. Revelou que foi ele que proporcionou esse encontro, fazendo com que ela procurasse essa terapia para lhe mostrar que nunca estava sozinha, desamparada, e que embora não os visse, eles estavam sempre por perto, amparando e orientando-a.

Foto: reprodução

Anúncios