Problema sexual

Problema Sexual

 

Os transtornos sexuais em homens e mulheres (após conduzir mais de 40.000 sessões de regressão de memória) pude constatar que se originam de três fatores:

  1. Interno (psicológico): criado pelo próprio paciente, oriundo de experiências traumáticas – seja desta (infância, nascimento e útero materno) ou de outras vidas.
  2. Externo (interferência espiritual obsessora): a causa do problema sexual do paciente é provocada por um espírito obsessor.
  3. Misto (psico-espiritual): neste caso, é a combinação do psicológico do paciente e agravada por influência de um espírito obsessor. Ou seja, o desequilíbrio psíquico do paciente abre brecha para que o ser espiritual obsessor agrave seu problema sexual.

É o caso de uma paciente que veio ao meu consultório para entender por que não conseguia se entregar nos seus relacionamentos sexuais.

 

Caso Clínico: Dificuldade de se entregar sexualmente

Mulher de 28 anos, solteira.

 

A paciente veio ao meu consultório querendo entender por que nos seus relacionamentos sexuais – embora tivesse desejo sexual – não conseguia chegar ao orgasmo (sofria de anorgasmia).

Após passar por 5 sessões de regressão, na 6ª e última sessão, ela me relatou: “ Estou em frente de uma árvore grande e frondosa (paciente estava descrevendo a cena de uma vida passada)

Sou branca, loira, olhos claros, e uso um vestido azul claro, que vai até os pés e manga comprida – é uma roupa do período medieval. Do lado dessa árvore, há uma pequena casa de madeira, bem rústica. Bato na porta, olho para os lados para ver se ninguém me seguiu.

Entro e vejo uma mesa com livros de magia e tem um senhor idoso, cabelo branco … Ele é um mago. Ele me ensina magia. Na verdade, ele usa a minha capacidade mediúnica para se comunicar com os seres espirituais. Ou seja, através de mim, ele recebe mensagens do plano espiritual. Ele me coloca em transe mediúnico e lhe passo o que os espíritos comunicantes dizem. Mas o que ele me ensina é muito pouco.

Ele começou a perguntar aos seres espirituais sobre a morte e aí a vibração energética mudou e começamos a nos comunicar só com os seres espirituais das trevas.

Por isso, comecei a me sentir mal, não queria ir mais lá, mas ele insistia, dizia que a minha presença era muito importante. Ele jogava com a minha vaidade, dizia que eu era indispensável para ele se comunicar com os seres espirituais.

Na verdade, como mago, ele queria encontrar uma maneira de burlar a morte.

Um dia, quando fui lá, tinha uns símbolos demoníacos pintados na parede. Ele falou que eu tinha que usar um camisolão vermelho. Deitei numa mesa e, atrás de mim, ele fez um pacto com as trevas.

Ele usou o meu sangue para isso e acabou me matando. Foi um ritual bem demoníaco! Fiquei escrava dos seres das trevas, embora lhes dissesse que eu não sabia o que estava fazendo. Mas eles disseram que eu tinha me levado pelo ego, pela minha vaidade, pois me achava muito importante, bonita, especial, pelo meu dom mediúnico.

Por isso, foi fácil eles me dominarem. Sinto agora uma pressão e um peso no lado esquerdo de meu pescoço e braço … É como se alguém tivesse encostado em mim”.

– Veja quem é?

“ É aquele mago … Eu o vejo aqui no consultório como um vulto escuro… Ele está rindo, gargalhando “

– Pergunte o que ele quer com você?

“ Diz que sou dele, que fiz um pacto com ele, e que esse pacto só pode ser desfeito com sangue”

– Você quer lhe dizer algo?

“ Como ele está de perfil, se conversasse comigo de frente, poderíamos conversar melhor… (pausa).

Ele diz que não é idiota, que não vai ficar de frente para mim, pois sabe do que sou capaz”

– Pergunte há quanto tempo ele vem te acompanhando?

“ Diz que há muito tempo (pausa)

Vejo agora duas silhuetas de luz do meu lado esquerdo …Ele está em pânico.

Agora, vejo uma 3ª silhueta de luz, é um homem. Ele é um médico, usa uma roupa branca.

Diz que é o meu mentor espiritual, fala que o pacto que esse mago fez criou um vínculo energético muito forte comigo. Por isso, ele se grudou como um carrapato em meu campo de energia. Fala que ele e a equipe médica do Astral Superior vão agora fazer uma cirurgia espiritual em meu perispírito (corpo espiritual).

Sinto uma dormência forte do lado esquerdo de meu corpo. Vejo agora aquele mago (obsessor espiritual) como uma “mumiazinha” seca. Eles o tiraram de mim e agora estão fazendo um curativo no meu perispírito, do lado esquerdo de meu pescoço e braço”

– Como você se sente?

“ O lado esquerdo de meu corpo está todo dormente. O meu mentor espiritual pede para hoje eu repousar, pois passei por uma cirurgia espiritual. Pede para não sair de casa e nem tomar bebida alcoólica”

– Pergunte-lhe o que esse obsessor espiritual estava lhe provocando?

“ Diz que estava agravando meu problema sexual. Ele esclarece que naquela vida passada, depois que o meu obsessor espiritual (mago) fez o ritual de magia negra, ele me estuprou e, em seguida, cravou uma faca em meu coração. Após isso, bebeu o meu sangue e, com isso, criou um amálgama energético difícil de quebrar. Depois, ele veio a falecer, e nas trevas ficou muito atormentado, pois percebeu que não era aquele mago poderoso que acreditava ser.

Ele se tornou um escravo das trevas pelo pacto que fez com os seres trevosos. No desespero, onde se encontrava nas trevas, ele passou a me obsediar grudando em mim como um carrapato. O meu mentor espiritual diz que a minha dificuldade em me entregar sexualmente se deve também pelas experiências traumáticas de abuso sexual que sofri não só com aquele mago, mas em outras vidas.

Reafirma para repousar hoje, pois ainda vou sentir um pouco de dormência e formigamento no lado esquerdo de meu corpo onde passei pela cirurgia, mas que vai melhorar a dor que estava sentindo no pescoço e braço esquerdo. Esclarece que é aquele obsessor espiritual que estava provocando essa dor”.

– Pergunte-lhe como fica seu problema sexual?

“ Diz que vai melhorar porque aquele obsessor espiritual foi retirado, porém, ele apenas agravava o meu problema sexual. Fala que mais frente vou precisar retornar a essa terapia para tratar a causa psicológica, isto é, o trauma decorrente dos abusos sexuais que sofri em outras vidas. Ele me diz: – Um passo de cada vez!

Fala ainda que saberei voltar a essa terapia no momento certo, pois serei intuída por ele. Agora, ele se despede agradecendo ao senhor pela oportunidade que teve de me ajudar”

 

 

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s